O bebê deles teve febre alta, a razão é quase inexplicável!


Num inexplicável caso de cruzamento de características físicas de dois tipos sumamente diferentes de espécies animais, o que parece ser o cálamo de uma pena nasceu no pescoço de um pequena menina de 7 meses de idade.

Ante o achado, os pais levaram a menor imediatamente a um hospital próximo da sua casa, em Hutchinson, Kansas. Ali os médicos removeram o surpreendente broto, ainda que sem atinar a explicar a sua origem.

Ao princípio pensavam que era infecção dos nódulos linfáticos, mas uma inspeção revelou que estavam limpos e saudáveis.

O médico que extraiu o corpo estranho foi o primeiro em reconhecer que se tratava de uma pena. Só há uma explicação: ou o pai é um galo ou a mãe...

Brincadeiras à parte:


Acontece que o casal Whittington tinha um travesseiro de penas de ganso debaixo da cama, onde a pequena Mya gatinhava. Até que um dia o pai notou que a filha passou a ter muita sensibilidade no lado esquerdo do rosto, mas ele desconfiou que fosse a dentição ou uma possível infecção no ouvido.

Isto durou algumas semanas até que o rosto da pequena inchou muito. Foi aí que levaram a pequena até ao médico e retiraram a pena preta de cinco centímetros da área inchada do pescoço da criança.

Pensam a bebé ingeriu ou inalou a pena do travesseiro velho, que, aparentemente, perfurou o interior da bochecha ou a garganta e depois, ao longo do tempo, o corpo forçou a saída do outro lado.

O médico dos Whittington indicou que o inchaço lhe devia estar a causar uma enorme dor, mas a valente Mya só chorou quando a enfermeira a picou.

O calvário dela ainda não acabou, no entanto. A área inchada tem um nódulo com cerca de quatro centímetros de tamanho. Se ele não desaparecer por si mesmo, Mya deverá passar por uma cirurgia para o remover.


Avalie este Artigo?

Mais pra voce!