Depilar a perna com gilete: 6 macetes que evitam bolinhas e prolongam a pele lisa


Passar gilete nas pernas é sinônimo de canelas “espinhudas” em questão de um dia, de pelos encravados, de feridas ou de um aspecto escurecido na região depilada? Nem sempre. Existem alguns truques que provavelmente ninguém nunca te falou e que podem deixar suas pernas muito mais lisinhas – e durante mais tempo. O site Beauty High listou alguns desses macetes fáceis para colocar em prática já.

Como depilar a perna com gilete?

1. SEMPRE faça esfoliação no local antes de começar. Ajuda a remover células mortas que podem “entupir” a lâminas e a desencravar pelos, garantindo uma depilação mais duradoura, porque mesmo os pelos mais curtinhos serão cortados.

2. Escolha uma lâmina boa. As que tem várias lâminas e fita lubrificante são as melhores, porque ajudam a hidratar ao mesmo tempo em que cortam o pelo mais rente.


3. Aposte em hidratante ou condicionador. Esqueça o sabonete: ele resseca demais. Existem cremes próprios para depilação, mas, na falta deles, hidratantes e condicionadores são mais indicados – tornam o processo menos agressivo e ajudam a deixar a pele mais macia. Prefira os mais suaves e naturais.

4. Raspe no sentido contrário de crescimento do pelo. Comece pelos tornozelos, trazendo a lâmina para cima, delicadamente, para não se cortar. Observe o sentido de crescimento dos pelos e vá raspando sempre ao contrário dele.

5. Se for depilar no banho, deixe por último. Isso faz com que os poros tenham mais tempo para dilatarem e deixa também os pelos mais macios – a tarefa de raspá-los se torna mais suave e fácil.

6. Não esfregue a toalha depois de raspar. Isso pode irritar a pele, já agredida pelo contato com a lâmina. Com a perna ainda úmida, opte por passar um hidratante (livre de álcool e fragrância, se sua pele for sensível).


Avalie este Artigo?

Mais pra voce!