Com corpo deformado, vítimas de falsa médica desabafam: “Saía hidrogel pela boca e pelo nariz"


Após ter assumido usar hidrogel para aumentar as coxas, Andressa Urach precisou revelar que esse não era o seu único truque para ter pernas mais grossas: ela também fez bioplastia. O problema é que esse outro tratamento foi feito de forma indevida, contrariando as normas da cirurgia plástica que indicam a técnica apenas para aplicação no rosto. Com isso, a famosa passou por várias complicações de saúde e o músculo da coxa necrosou.

 

Créditos: AgNewsAndressa Urach com pernas turbinadas conquistadas com duas plásticas diferentes (Créditos: AgNews)

O que é bioplastia

Segundo o cirurgião plástico especialista em bioplastia Dr. Gustavo Tilmann, isso aconteceu com Andressa Urach porque o produto foi aplicado de maneira errada. Ele é um creme pastoso (PMMA) injetado sob a pele que, após introduzido, endurece e aumenta a área. “Essa é uma técnica de modelagem corporal que provoca aumento de volume em regiões especificas do rosto. A segurança é apenas na região facial e se aplicado em pequenas quantidades. Para isso é uma técnica muito segura”, garante o profissional, que indica a bioplastia apenas para aumento de lábio, queixo e pequenas correções na maçã do rosto ou no nariz.

“Ampliar o uso para outras partes do corpo, como bumbum, braço, panturrilha ou coxa é geralmente uma prática de médicos que não são cirurgiões plásticos. Isso pode trazer graves consequências, porque pode mesmo causar necrose ou rejeição. Pessoas que desejam aumentar essas partes do corpo devem recorrer às próteses de silicone”.

Ainda de acordo com o Dr. Tilmann, feita da maneira certa, aplicada nos lugares indicados e realizada, exclusivamente, por um cirurgião plástico, a bioplastia é segura e traz ótimos resultados, não havendo contraindicações.

Entenda o caso


Créditos: DivulgaçãoFoto divulgada após a lipo para retirada do hidrogel que engrossava as coxas da famosa (Créditos: Divulgação)

A modelo passou a sentir fisgadas no músculo na coxa e precisou procurar ajuda médica. Foi quando seu médico, Dr. Júlio Vedovato, descobriu que essas dores poderiam ser uma reação ao hidrogel aplicado nas pernas da famosa cinco anos atrás. Ele, então, resolveu fazer uma lipoaspiração para retirar o produto. Após o procedimento tudo deveria ficar bem, mas Andressa se sentiu mal, teve febre alta e precisou ir ao hospital em busca de ajuda.

Só então ela revelou que, além da aplicação do hidrogel, sua perna também já havia passado por uma bioplastia, técnica que injeta um produto chamado PMMA para aumentar e endurecer. "Há cinco anos fiz a aplicação de dois produtos diferentes. O hidrogel não foi absorvido por meu corpo e começou a machucar. E esse PMMA necrosou dentro do meu músculo. Ele está grudado e não sai. Por isso que senti fortes dores”, contou em entrevista ao Ego.

Andressa admitiu que não havia dito ao cirurgião Júlio Vedovato, responsável pela lipoaspiração de retirada do hidrogel, que também havia feito a bioplastia. “Quando fiz a lipo na perna não contei ao Dr. Julio Vedovato que existia 2 produtos diferentes dentro da perna e que já estava sentindo dores. A culpa é toda minha e não dele pois o mesmo nem sabia”, justificou na legenda de uma foto publicada em seu Instagram.

A famosa ainda sente dores e espera passar a inflamação na perna para realizar novos exames e, assim, descobrir se ficou algum tipo de sequela. Ela teme não poder mais malhar e ficar com marcas no corpo. O produto ainda está no músculo e, segundo Andressa, ainda é possível sentir dois nódulos na coxa.

“Sou louca e não medi as consequências (...) É bem feito para eu aprender. Sempre fui doente por cirurgia plástica, sem limites. Se pudesse voltar no tempo nunca teria colocado isso”, desabafou.

 


Avalie este Artigo?

Mais pra voce!