5 segredos chocantes sobre o crack que você não sabia


 

Não é dos dias de hoje que o tema tem gerado polêmica e preocupação na sociedade. Desde sempre se tem notícias de casos chocantes de dependência, violência e morte envolvendo o crack. Cada dia mais pessoas se perdem no vício, que devastas vidas, muitas vezes, de forma definitiva.

O assunto esteve em alta nos últimos meses com o sucesso de audiênciaVerdades Secretas exibida pela Rede Globo. A novela tratou de perto o declínio de uma modelo que se viciou na droga. A personagem foi interpretada pela atriz Grazi Massaferaque viveu o papel que milhões de pessoas tem passado nesse exato momento: A dependência química causada pelo crack.

Atualmente, não se sabe porquê, o crack pode ser facilmente adquirido nas ruas, o que, juntamente com o baixo custo, facilita a compra da droga. A consequência disso: Cada vez mais pessoas reféns do vício. A situação já é considerada uma calamidade pública. Entretanto, por mais que todos conheçam o estado de extrema urgência que se encontram as “cracolândias” – partes da cidade onde se concentram os usuários – retratadas também pela trama da Globo, há muitas coisas envolvendo esse tema que a maioria das pessoas não sabem. Por isso separamos alguns segredos sobre a droga, alguns desanimadores, outros nem tanto, confira:

5 – Vacina contra o vício em crack

a-vacina-capaz-de-anular-o-efeito-da-cocaina-e-do-crack-3

Começando por uma boa notícia, no futuro, a dependência pode ser controlada através da Ciência. Segundo pesquisas recentes da Universidade de Medicina Weill Cornell, em Nova York, uma vacina que impede as pessoas em ficarem viciadas em crack e cocaína pode ser possível.

A vacina é a junção do vírus da gripe e uma molécula artificial criada que possui o mesmo formato da molécula da cocaína. Quando injetada no corpo, o organismo trata essa molécula como um invasor e começa a desenvolver defesas contra ele. O medicamento ainda está em teste em ratos e macacos, porém, os resultados são animadores. Quando injetada no corpo dos animais, a molécula é destruída pelo organismo antes mesmo de chegar ao cérebro. Com isso, a pessoa ficará imune a dependência, pois não sentirá os efeitos da droga.

4 – Brasil, o líder mundial do crack

534

O crack chegou às terras brasileiras em 1989, sua origem é norte-americana, porém, a droga não chegou a se popularizar por lá da mesma forma que aconteceu aqui, fazendo vítimas em proporções bem maiores quando chegou ao Brasil.

Nosso país está no topo no ranking internacional de usuários de crack. Ou seja, mais um título do qual não nos orgulhamos. Segundo os dados, o país tem o equivalente a 2 milhões de pessoas viciadas e dependentes da droga.


3 – Mais de 50% dos usuários de crack são assassinados

Crack1

Outro fato que poucos sabem, a violência causada pela dependência da droga faz muito mais vítimas do que os efeitos colaterais que o crack causa no organismo. O que deixa as pessoas ainda mais chocadas com a destruição que essa droga causa.

Uma pesquisa realizada recentemente mostrou que 56,6% dos viciados eram assassinados, ou por traficantes, em consequência de dívidas, ou pelos próprios usuários, em conflitos. O segundo maior devastador dos viciados na droga é a Aids, que mata 26% dos dependentes. Em último, porém não menos desastroso, está a overdose, que é a causa de morte de apenas 9% dos crackeiros.

2 – Crack destrói mais neurônios que a cocaína

home

Embora a maconha seja conhecida como a droga que mais destrói os neurônios, ela está entre as últimas da lista, perdendo para a cocaína, e claro, para o destruidor crack.

A droga é composta basicamente de pasta de cocaína, bicarbonato de sódio e água, e assim que sua fumaça é inalada pelo usuário, é capaz de matar 50% mais neurônios do que a cocaína.

1 – Efeito em 15 segundos

Foto13

O efeito do crack no organismo é praticamente imediato, por isso a sua dependência é tão rápida. Estudos com a droga revelaram que assim que inalada, leva o tempo máximo de 15 segundos para começar a agir no cérebro. Após isso, o usuário experimenta ápices de prazer, euforia, percepção e irritação. Sensações que oscilam durante o efeito do crack, que dura em média 10 minutos.

Em comparação com a cocaína, que também é considerada uma droga rápida e potente, é possível ver a diferença exorbitante. O pó leva cerca de 15 minutos para começar a agir no cérebro.


Avalie este Artigo?

Mais pra voce!